O uso do Embryoscope® Plus e a melhora significativa nas taxas de sucesso dos tratamentos

Publicado 24 de setembro de 2020 por larissa. Atualizado 17:17.

O Fertility Medical Group tem o comprometimento em manter a excelência e qualidade dos seus resultados, buscando sempre o aperfeiçoamento da equipe e a implantação de novas tecnologias.

No ano de 2019 o nosso laboratório de Fertilização in vitro passou a contar com uma incubadora de última geração para o cultivo de embriões, com o controle da temperatura e estabilidade de gases muito superiores ao de incubadoras tradicionais. Além disso, o Embryoscope® possui um sistema de time-lapse, que permite a avaliação de um número muito maior de parâmetros morfológicos ao longo do desenvolvimento embrionário, sem retirar os embriões do seu ambiente estável.

A seguir é possível observar alguns dos resultados e avaliações feitas com os dados obtidos em nosso laboratório, utilizando esta nova tecnologia. A tabela abaixo (Tabela 1) apresenta uma comparação entre os resultados laboratoriais e clínicos obtidos para embriões cultivados em incubadora convencional e no Embryoscope®, em casos de fertilização in vitro utilizando tanto oocitos frescos (ICSI), quanto aquecidos (ovodon).

Tabela 1. Comparação de variáveis laboratoriais e clínicas para embriões cultivados em incubadora convencional e no Embryoscope®.

Tabela1

Após o acompanhamento das divisões celulares e do desenvolvimento dos embriões, alguns parâmetros do desenvolvimento embrionário se mostraram mais determinantes para a formação do blastocisto (Tabela 2), são eles:

  • T2: o tempo que o zigoto leva para ter a sua primeira divisão celular
  • S2: o tempo que o embrião leva para passar do estágio de 3 para 4 células
  • T7: o tempo que o embrião leva para chegar ao estágio de 7 células
  • S3: o tempo que o embrião leva para sair do estágio de 5 células e atingir o estágio de 8 células

Embriões que atingiram estes estágios em tempos maiores aos respectivos tempos de corte (cut-off) não chegaram ao estágio de blastocisto.

Tabela 2. Análise discriminante de parâmetros associados à formação de blastocisto

Tabela2

Ao final do período de cultivo, os dados sobre o desenvolvimento embrionário, coletados pelo Embryoscope®, são analisados por um software que fornece uma nota (kidscore) para cada embrião analisado, auxiliando na seleção daqueles com maior potencial de implantação.

Tabela 3, a seguir, apresenta os dados, obtidos no Laboratório de FIV do Fertility, mostrando a relação entre o kidscore recebido pelo embrião e a taxa de implantação.

Tabela 3. Relação entre o KIDscore recebido pelo embrião e a taxa de implantação.

Tabela3

a = b = c = d, p < 0,001
General linear model, função Log linear, distribuição Poison

Os resultados obtidos até agora para os embriões cultivados no Embryoscope® mostram uma maior taxa de formação de blastocisto, quando comparado ao cultivo convencional (66% x 59,2%);

  • As taxas de implantação (36,4% x 24,5%) e gestação (55,7 x 34,6%) também foram maiores para os embriões cultivados no Embryoscope®;
  • Houve uma redução bastante significativa das taxas de aborto (2,3% x 11,5%) para os embriões cultivados no Embryoscope®;
  • Todos estes resultados demonstram a importância do ambiente estável para o cultivo dos embriões, proporcionado pelo Embryoscope®, bem como a melhora na seleção embrionária, através da avaliação de diversos parâmetros, em tempo real, apontando com maior precisão os embriões com grande potencial de implantação e gestação.
×