Resultados


Os resultados do Fertility Medical Group (Unidade São Paulo), apresentam um resumo de sucesso obtidos nos procedimentos realizados nos respectivos anos, incluindo ciclos de Injeção Intracitoplasmática de Espermatozóides (ICSI) com transferência de embriões a fresco e criopreservados, além de ciclos de doação de oócitos.
Caso você encontre dificuldade para interpretar algum termo ou dado específico, entre em contato conosco. Será um prazer responder todas as suas dúvidas!

CLIQUE AQUI E FALE COM A NOSSA EQUIPE

» SUCESSO ALCANÇADO EM 2020

 

O Fertility Medical Group, unidade São Paulo (SP), apresenta um resumo das taxas de sucesso obtidas nos mais de 1600 procedimentos realizados durante o ano de 2020, incluindo ciclos de Injeção Intracitoplasmática de Espermatozoides (ICSI) com transferência de embriões à fresco e criopreservados, além de ciclos de doação de ovócitos.

Resultados para ciclos de ICSI 

A média de idade das pacientes submetidas ao tratamento foi de 37,1 anos, sendo que pacientes com idade igual ou superior a 36 anos representaram dois terços dos ciclos de ICSI realizados no ano passado (Figura 1).

Figura 1: Distribuição dos procedimentos de ICSI realizados em 2020 de acordo com a faixa etária da paciente.

Considerando o fator idade na chance de sucesso do tratamento iremos apresentar os resultados gerais para ciclos de ICSI com transferência de embriões a fresco, bem como aqueles obtidos de acordo com a faixa etária da paciente (<30 anos, 31 a 35 anos, 36 a 39 anos ou >40 anos) (Figura 2A e 2B). As menores taxas de gestação clínica e implantação, apresentadas no grupo de pacientes com idade <30 anos, em relação aos demais grupos, se deve ao número reduzido de transferências a fresco realizadas nessa faixa etária (apenas 3 transferências). Pacientes mais jovens tendem a apresentar uma resposta mais acentuada ao estímulo ovariano, aumentando o risco de desenvolverem síndrome do hiperestímulo ovariano, o que diminui o número de transferências a fresco.

Figura 2: Taxa de gestação (A) e implantação embrionária (B), incluindo resultados distribuídos por faixa etária.

Resultados para transferência de embriões criopreservados

Destacamos que, após criopreservação, 98,7% dos embriões apresentaram-se viáveis (Figura 3A). Os gráficos apresentados a seguir fornecem também as taxas de sucesso obtidas após a transferência dos embriões criopreservados (Figuras 3B e 3C).

Figura 3: Taxa de sobrevida (A), gestação clínica (B) e implantação (C) obtidas após transferência de embriões criopreservados, incluindo resultados distribuídos por faixa etária.

Abaixo apresentamos os resultados de transferência de embriões descongelados especificamente de ciclos nos quais as pacientes não haviam realizado a transferência no ciclo fresco (Freeze-all, Figura 4).

Figura 4: Taxa de gestação (A) e implantação (B) obtidas após transferência de embriões criopreservados para casos de Freeze-all.

Resultados para ciclos de doação de ovócitos

Variáveis laboratoriais e clínicas indicativas do sucesso do tratamento de ciclos de pacientes receptoras de ovócitos doados foram avaliadas e estão representadas nos gráficos abaixo (Figuras 5 e 6).

Figura 5: Taxas de sobrevida ovocitária obtidas em ciclos de ovodoação (OVODON) realizados nos últimos 4 anos.

Figura 6: Taxas laboratoriais e clínicas obtidas após a transferência de embriões provenientes de ovócitos de doadora.

A Figura 7 apresenta os resultados dos ciclos de ovodoação (OVODON) em relação à origem dos ovócitos utilizados: ovócitos provenientes de doadoras Fertility e ovócitos importados de doadoras do IVI Bank.

 

Figura 7: Taxas laboratoriais e clínicas obtidas após a transferência de embriões provenientes de ovócitos de doadora Fertility e doadoras IVI Bank.

Resultados para ciclos de ICSI em diferentes incubadoras

Em 2019, O Fertility Medical Group adquiriu uma incubadora de última geração, específica para cultivo embrionário, chamada EmbryoScope. Nesta incubadora, o monitoramento dos embriões é realizado através de um microscópio digital incorporado à incubadora, permitindo a aquisição de imagens de todos os embriões, as quais são processadas e organizadas em um curta-metragem, o que denominamos sistema time-lapse. Desta forma, os embriões são avaliados em tempo real, sem que o microambiente de cultivo seja perturbado e todos os eventos celulares podem ser avaliados, mantendo o controle da temperatura e a concentração de gases estável e muito superior as de uma incubadora comum. A figura 8 apresenta uma comparação dos resultados dos ciclos de ICSI obtidos com embriões cultivados em incubadora convencional (n=605) e na EmbryoScope (n=906).

Figura 8: Taxas laboratoriais (A) e clínicas (B) obtidas com o cultivo embrionário em incubadora convencional e na EmbryoScope.

Em relação às figuras acima, foi observada uma diferença significativa na idade média das pacientes - 38,3 anos para a EmbryoScope e 37,1 anos para a incubadora convencional.  Nossos resultados mostraram que os embriões cultivados na EmbryoScope, mesmo derivados de pacientes com idade significantemente maior, apresentaram desenvolvimento superior quando comparados aos embriões cultivados na incubadora convencional. Menores taxas de embriões não clivados (óvulos fertilizados que não se desenvolvem no dia seguinte) e de clivagem anormal (embriões que se desenvolvem fora de um padrão esperado), e maiores taxas de blastocistos (embriões com padrão esperado para o dia 5 do desenvolvimento) foram observadas na EmbryoScope. O desenvolvimento embrionário superior levou também a uma maior taxa de implantação embrionária para essas pacientes. A taxa de gestação, apesar de maior com a transferência de embriões cultivados na EmbryoScope, não foi significantemente diferente da alcançada com embriões cultivados na incubadora convencional.
Entretanto, a Figura 9 mostra que quando a taxa de gestação é avaliada levando em consideração a idade das pacientes, embriões cultivados na EmbryoScope levaram à taxa de gestação significantemente maior em pacientes com idade superior a 39 anos.

 

Figura 9: Taxas de gestação obtidas com o cultivo embrionário em incubadora convencional e na EmbryoScope em diferentes faixas de idade materna.

O sucesso alcançado pelo Fertility Medical Group, em termos de desenvolvimento embrionário e taxas de implantação e gestação, mostrou que a nova tecnologia funciona e é extremamente promissora.

×

Powered by WhatsApp Chat

×